Banda

“O massacre que enfrentamos nas batalhas do dia a dia, a dor que queima na pele, o sangue que aflora no ar, almas-perdidas que vagam sem sentido, corruptos destroçando o restante que ainda anda a pregar, por que, para crer no horror que está nos dizimando da face na frente de nosso olhar.”

Com influências que vão do Erudito ao Metal mais extremo, mas com o objetivo de realizar um projeto novo e ênfase no Doom/Death Metal, o DYING SUFFOCATION teve sua fundação em novembro de 2014, por Alex Habigzang (guitarra), André Kichel (baixo) e Jorge Kichel (bateria), assim nascendo a proposta de criar um soar novo sem rótulos e com identidade própria, desde então a banda vem trabalhando em composições autorais.

Em janeiro de 2015 teve a integração do guitarrista Fabio Conterno (2015 – 2016) e em março de 2015 a integração do vocalista Claudio Daniel (2015 – 2016). Em agosto de 2015 a banda lança uma Demo com duas músicas autorais e um videoclipe caseiro com a música “The Angels” na mídia e alcança o exterior com o convite para participação na coletânea “Son of Carnival of Carnage”, organizada pela revista britânica Terrorizer (uma das maiores revistas direcionadas a música pesada do mundo) em parceria com o site brasileiro Metal Militia Web Rádio que foi distribuído 10.000 cópias em toda Europa e Ásia, na edição de dezembro 2015.

Com o lançamento oficial do primeiro trabalho físico, o EP “When I Die”, de forma independente, produzido pela própria banda, com mixagem do guitarrista Alex Habigzang e masterização do mesmo com Edi Bugança, em março de 2016 o grupo alcançou excelentes críticas da mídia especializada, tanto no Brasil quanto no exterior.

Ainda em 2016, o DYING SUFFOCATION participou da coletânea Extreme Hell vol.2, que foi lançado em julho, e da coletânea Roadie Metal vol.08, que foi lançada em agosto. Em paralelo, o quarteto trabalhou em seu novo projeto, o debut full-length “In The Darkness Of Lost Forest”, álbum conceitual que narra a história de uma pessoa que luta com seus conflitos internos até encontrar a sua morte.

Com a saída dos integrantes Fabio e Claudio do line-up, a banda passou por algumas reestruturações e, uma delas foi a integração de Dianriel Duarte (guitarra), em junho 2016, para dar seguimento com o projeto.

Em fevereiro de 2017, o DYING SUFFOCATION lançou seu primeiro videoclipe oficial, para a música “Death Bed”, e em janeiro lança seu primeiro lyric vídeo para a música “When I Die”, sendo ela uma reedição da original gravada no EP homônimo de 2015.

Fevereiro de 2017 marca também o lançamento mundial de seu primeiro álbum, intitulado “In The Darkness Of The Lost Forest”, contendo oito músicas, sendo ele registrado pela própria banda e masterizado pelo conceituado estúdio Absolute Master. O referido material conta com a assinatura de sua arte, do conceituado artista brasileiro Marcelo Vasco, mesmo profissional que assinou a arte do EP “When I Die”, além de já ter trabalhado para bandas como Slayer, Soulfly, Machine Head, entre outras.

Ainda em 2017, o DYING SUFFOCATION prepara mais dois videoclipes oficiais e já iniciou as composições para seu próximo trabalho, que continua a contar a história da trilogia que se seguirá nos seus próximos dois discos, ambos a serem lançados no Brasil pela Eternal Hatred Records, com distribuição da Voice Music.

No primeiro semestre de 2017 o grupo também participará de mais duas coletâneas, uma internacional intitulada “Imperative Music Vol. XIII”, e uma nacional intitulada “Extreme Hell Vol. III”, com o objetivo de solidificar ainda mais o nome DYING SUFFOCATION nas cenas brasileira e estrangeira.

Formação:

Gênero:  Doom/Death Metal
Cidade/estado:  Pato Branco/Paraná
País: Brasil

 

 

 

Dying Suffocation é uma marca registrada.
Todas as músicas de Dying Suffocation são registradas ©.